Quinta-feira, 29 de Maio de 2008

de volta ás origens...

 

 

 

 

Hoje escrevi um poema mais parecido com os que antes escrevia e decidi colocá-lo aqui, pois ainda não cá tinha posto nenhum...

Espero que gostem!

 

O sangue escorria

Em lágrimas sem fim

Num sofrimento sombrio

Bem dentro de mim

 

Abriam o caminho

Para a escuridão

Espinhos cravados

No meu coração

 

Sombras noctívagas

Sofrimento sem par

Não há pontos nem vírgulas

Para me embalar

 

publicado por Missy às 18:54
link do post | comentar | favorito
Quinta-feira, 22 de Maio de 2008

A pensar em todos aqueles que são importantes para mim...

As vezes caio em mim e vejo
Que se está a aproximar
A hora de eu
Vos "abandonar"

Largar tudo isto
Tem muita coisa boa
Mas depois reparo
Que de muita gente que gosto
Eu me separo

Sou alguém que ri
Brinca
Comemora
Tentando ver só o lado bom
De se ir embora

Depois lembro-me
Que vos vou largar
Que grande lamechice
Este não é o meu lugar

Não me quero tornar lamechas
Nunca gostei de o ser
Mas a realidade
É que fico triste
Depois não vos vou poder ver

Embora fosse melhor
Num autocarro ou num avião
Vou levar toda a gente
Dentro do meu coração
publicado por Missy às 18:56
link do post | comentar | favorito
Quarta-feira, 21 de Maio de 2008

poema para a nha gildinha... espero que gostes!!!

Não podemos fugir ao amor

Por mais que o neguemos

Não podemos dizer que não amamos

Amamos mesmo sem querermos

 

Gosto quando duas pessoas

Que se amam incondicionalmente

Acabam por ficar juntas

Mesmo não sendo para sempre

 

Ás vezes uma zanga

Só fortalece a relação

Espero que desta vez

Sejam felizes

Do fundo do coração

 

Sabes que o amor

Não é o meu tema favorito

Mas sabes que a minha amizade por vocês

Ultrapassa o infinito

 

publicado por Missy às 19:09
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
Quinta-feira, 15 de Maio de 2008

Desejos

Quem me dera que meus sonhos

Fossem minha realidade

Quem me dera que neste mundo

Só se falasse verdade

 

Meus desejos

Eu sei

São difíceis de realizar

Mas fico feliz por ver

Minha vida mudar

 

Cada meta alcançada

É um motivo de orgulho

Cada alegria conquistada

Cada tristeza tornada entulho

 

Meus desejos se realizam

Pouco a pouco

Devagar

Nesta luta incessante

Tenho que continuar

 

publicado por Missy às 22:01
link do post | comentar | favorito
Quarta-feira, 14 de Maio de 2008

...

Perdi alguém especial

Alguém que nunca esquecerei

Cai fundo

Mas me levantei

Se um dia pensei morrer

Hoje a vida festejo

Se antes para viver uma só razão tinha

Hoje sinto que posso ter tudo o que desejo

Por vezes a vida é injusta

Mas temos que recomeçar

Temos que levantar a cabeça

Limpar as lágrimas

Continuar

Não façam como eu

Chorem

Gritem

Exteriorizem aquilo que sentem

Não digam que estão bem

Quando vossos olhos já não mentem

Tentem não ir abaixo

Não é fácil levantar

A batalha é complicada

A luta é dura

Mas não impossível ganhar

 

publicado por Missy às 20:30
link do post | comentar | ver comentários (5) | favorito
Sábado, 10 de Maio de 2008

POEMA:Não há poços sem fundo

 

Não há poços sem fundo
Pois de um desses eu saí
Abandonei a única razão
Que me agarrava á vida
Mas foi a única coisa que perdi
 
Perdi uma
Ganhei várias
Logo acho que foi melhor
Ganhei amigos e felicidade
Mesmo tendo perdido o amor
 
Amor
Sem o qual aprendi a viver
Vida
A qual me traz um grande prazer
 
publicado por Missy às 10:20
link do post | comentar | ver comentários (3) | favorito
Quarta-feira, 7 de Maio de 2008

para esclarecer algumas duvidas (poema)

Vêem-se coisas

Onde elas não existem

Por mais que se fale

As pessoas insistem

 

Tornam realidade

Algo impossível

Nunca o será

Falta o imprescindível

 

Falta amor de parte a parte

Falta paixão

É mesmo só amizade

Sem hipótese de evolução
publicado por Missy às 19:21
link do post | comentar | favorito

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Junho 2008

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

.posts recentes

. ...

. Musica

. de volta ás origens...

. A pensar em todos aqueles...

. poema para a nha gildinha...

. Desejos

. ...

. POEMA:Não há poços sem fu...

. para esclarecer algumas d...

. POEMA: Definições

.arquivos

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

.links

blogs SAPO

.subscrever feeds

Em destaque no SAPO Blogs
pub